São Carlos

Informações

Equipe: Jéferson Dias e Carmen Costa

O Morro de São Carlos, compreendido entre o Centro, o Estácio e o Rio Comprido, começou a ser ocupado na metade do século XX. Os primeiros moradores foram funcionários do presídio Frei Caneca, à época localizado atrás do morro. A partir da década de 1940, a área que vai até a pedreira, hoje conhecida como São José Operário, também começou a ser ocupada. As comunidades do Zinco, Chuveirinho e Novo Horizonte, que também fazem parte do Morro de São Carlos, também ganharam as primeiras casas. O Catumbi, outro morro do complexo, é mais conhecido como Mineira, uma vez que no início da ocupação, quando a região foi loteada, os barracos eram em sua maioria de migrantes mineiros. A última vertente é o Morro do Querosene, formado pelas comunidades Santos Rodrigues e Azevedo Lima, onde, diz-se, nasceu a Unidos de São Carlos, uma das primeiras escolas de samba do Rio. A UPP São Carlos foi inaugurada em 17 de maio de 2011 e é a décima sétima do estado. O programa Rio+Social, na época UPP Social, realizou seu fórum para iniciar os trabalhos na comunidade em 2 de setembro de 2011.

Dados demográficos

População e Domicílios das Comunidades
Comunidades
População
Domicílios
Fonte: Instituto Pereira Passos, com base em IBGE, Censo Demográfico (2010).
São Carlos5,784
1,763
Rato268
75
Azevedo Lima
2,233
632
Comunidade de Clara Nunes
16345
Morro Santos Rodrigues 1,006
307
Catumbi5,770
1,717
Total15,244
4,539

TODO O CONTEÚDO DESTE WEBSITE ESTÁ LICENCIADO SOB A CC ATTRIBUTION 3.0 BRAZIL, EXCETO QUANDO ESPECIFICADO EM CONTRÁRIO E NOS CONTEÚDOS REPLICADOS DE OUTRAS FONTES.